Terça, 19 de Setembro de 2017

Projeto Gaia

logo-project-gaiaProjeto Gaia faz parte de uma iniciativa global para o desenvolvimento e utilização de combustíveis limpos para cocção. O objetivo é promover o uso do etanol como energia doméstica, principalmente para populações menos favorecidas que sofrem com a falta da acesso a combustíveis mais limpos. .

Aproximadamente 3 milhões de pessoas (quase metade da população mundial) dependem de combustiveis solidos (carvão mineral e biomassa) para cozinhar e aquecer. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a poluição doméstica resultante da queima deste combústiveis, é responsável po 2 milhões de mortes anualmente em todo o mundo, principalmente mulheres e crianças dos países mais pobres.

O etanol como combustível doméstico permite às famílias satisfazer suas necessidades diárias para cozinhar, aquecer, iluminação e refrigeração de forma limpa e segura. A grande vantagem do uso do etanol é que pode ser fabricado e comercializado localmente, em pequena ou grande escala, e ainda criar oportunidades de negocios locais, promovendo também a geração de trabalho e renda.

Além do mais, o uso do etanol como combustivel doméstico urbano poderia ser muito estratégico em regiões como a Africa Subsaarina e Haíti, por exemplo, aonde a grande demanda de carvão vegetal para satisfazer a crescente demanda doméstica urbana, exerce grande pressão nas florestas nativas da região, ocasionando processo de degradação florestal e eventual desmatamento.

O Projeto Gaia é mais do que um simples programa de fogões eficientes, mas é uma novo conceito em promover a segurança energética para povos necessitados.

Projeto Gaia Brasil

Fogão a álcool Clean CookUm projeto piloto de validação do uso de fogões a etanol foi conduzido com 100 famílias em 3 diferentes comunidades no Estado de Minas Gerais, entre 2004 e 2007, com foco na substituição dos tradicionais fogões a lenha, os quais são muito poluentes.

Os resultados foram muito positivos, com uma muito boa aceitação do fogão a etanol, sendo as características principais identificadas pelos usuarios como rapides na cocção, limpeza, e facilidade para obter o etanol em menores quantidades (250 ml a 1 litro), o que facilita muito o acesso das familias de menor renda ao combustivel mais limpo. O fogão a etanol em questão avalido, foi o CleanCook, o qual foi considerado muito seguro pelos usuários.

Devido às oscilações no preço do etanol combustível no Brasil naquele tempo, em decorrencia do aumento internacional do petroleo, desde 2006 o Projeto Gaia vem pesquisando sobre a produção de etanol em microdestilarias, com foco na agricultura familiar. Desde então estamos a disseminar este método de produção para países da Africa e Haití, porque o etanol produzido além de melhorar a qualidade de vida das pessoas no seu uso, também promove a geração de renda no campo através da comercialização de produtos e sub-produtos provenientes dessa atividade.

Uma outra vantagem é que o etanol pode ser produzido à partir de diferentes cultivos, como cana de açucar, mandioca, sorgo, etc, sendo então de fácil adaptação em muitos países.

Projeto Gaia no mundo:

Projeto Gaia no Mundo - EtiópiaETIÓPIA: Desde 2005 o Projeto Gaia foi implantado da Etiópia, em campos de refugiados, por mais de 3.400 famílias. O projeto na Etiópia tem a parceria da ACNUR – Alto Comissariado da ONU para Refugiados.

Atualmente Gaia Association está em negociação para a fabricação local do fogão CleanCook. Através de parcerias, Projeto Gaia está viabilizando com o apoio do Banco Mundial, do Fundo Nordico, a primeira micro-destilaria de 1000 litros/dia de etanol, que será instalada nos arredores da capital Addis Ababa, e cujo etanol será destinado as familias da capital que já utilizam os fogões CleanCook.

NIGÉRIA: A Nigéria é o sexto maior produtor de petróleo do mundo, cuja produção está concentrada no Delta do Niger. Após dois projetos piloto de uso de fogões a alcool bem sucedida no país, Projeto Gaia, está trabalhando na instalação da primeira microdestilaria de etanol no país, em parceria com o governo do Estado de Oyo. O projeto vai produzir etanol a partir da mandioca, destinado ao uso doméstico em fogões e iluminação, através de geradores de energia movidos a etanol. Outras duas micro destilarias estão em negociações.

HAITI: Desde que o país foi atingido por um forte terremoto no início de 2010, Projeto Gaia esta pesquisando a possibilidade de um projeto de auxílio as famílias desabrigadas. Através de doações, Projeto Gaia já conseguiu adquirir um container com cerca de 1.000 unidades de fogões CleanCook, que serão doados para famílias no entorno da capital Porto Príncipe. Uma segunda fase esta em gestáo que a viabilização da instalação de microdestilarias para a fabricação de etanol, ou mesmo a adaptação de uma das centenas de microdestilarias existentes (para fabricação de aguardente), e desta forma ofertar o combustivel localmente, e contribuir ainda para a geração de renda dos pequenos produtores.

MOÇAMBIQUE: Projeto Gaia está assessorando a organização CleanStar Adventures, que já avaliou a aceitabilidade do fogão Cleancook em um projeto piloto, e agora está iniciando com 5000 familias um projeto comercial de fogões a etanol na capital Maputo. CleanStar, em parceira com a empresa Novozymes está construindo uma usina de produção de etanol no estado de Sofala, para a produção de etanol à partir da mandioca.

MADAGASCAR E MALAWI: Projeto Gaia já realizou nesses países para o Banco Mundial e PNUD, estudos sobre a inserção de fogões a etanol nestes países. Estes estudos tem indicado a existencia de um mercado potencial inicial de aproximadamente 5% das familias urbanas ( % similar ou superior ao mercado do GLP), e o qual poderia incrementar com a reduçáo do preço futuro do etanol com aumento da escala de produção, e eliminação de subsidios a combustiveis fosseís.

O Projeto Gaia está também envolvido com estudos em outros países como Burkina Faso e Quenia.

Projeto Gaia e Prolenha

A partir de 2012, Prolenha dará continuidade as atividades do Projeto Gaia no Brasil. Dentre as metas previstas estão seguir buscar identificar um fabricante no Brasil para o fogão CleanCook, e introduzir-lo ao mercado de recreação, camping, e uso alternativo. Adicionalmente continuará: i) a gestão de um projeto demonstrativo de uma micro destilaria, associada a cocção doméstica; ii) articulações com o Governo Brasileiro para liberar e incentivar a produção de etanol em microdestilarias; e iii) continuar apoiando grupos de discussão sobre o tema, como o PROMALC e o programa a Agroenergia é nossa.

Site do Projeto Gaia: www.projectgaia.com

© 2011-2013 Prolenha

 

Desenvolvido por ASTRO DESIGN

Recomende-nos

FacebookMySpaceTwitterDiggDeliciousStumbleuponGoogle BookmarksRedditNewsvineTechnoratiLinkedinMixxRSS Feed

Visitas no site

Hoje23
Ontem50
Na semana73
No mês513
Total23689

VCNT - Visitorcounter